Raça: Griffon de Bruxelas

  • Outros Nomes: Griffon de Bruxelas, Griffon Belga, Petit Brabançon, Griffon, Griff, Bruss
  • Origem: belgica
  • Tamanho: Pequeno
  • Altura: Fêmea: 18-20 cm | Macho: 18-20 cm
  • Peso: Fêmea: 2.5-5.5 kg | Macho: 2.5-5.5 kg
  • Longevidade: 12-15 anos
  • Preço dos filhotes: R$ 1.000,00 a R$ 3.000,00
  • Temperamento: Atento/Alerta, Companheiro, Curioso, Observador
  • Cor: Preto, Marrom, Bege, Azul, Vermelho
  • Pelagem: Média
  • Hipoalergênico: Sim

Bom para apartamento:

Bom com crianças:

Bom com idosos:

Amizade com gatos:

Amizade com cachorros:

Barulhento:

Treinabilidade:

Inteligência:

Popularidade:

Adaptabilidade:

De guarda:

De pastoreio:

Sobre a raça

Griffon de Bruxelas é uma raça de cães miniatura nomeada pela cidade de sua origem, Bruxelas, na Bélgica. O nome genérico refere-se a três linhagens dentro da raça: o Griffon de Bruxelas, o Griffon Belga e o Petit Brabançon.
Esta raça é companheira e atrevida, ideal para uma família que deseja um animal sensível e divertido.

História

A origem da raça é um mistério e aberto ao debate entre os especialistas da raça. Existem duas principais teorias que foram apresentadas por várias pessoas ao longo dos anos. Acredita-se que o cão que aparece na pintura de Jan Van Eyck intitulado “O Casamento de Arnolfini”, descreve um cão semelhante aos desta raça. O outro argumento relata que a raça não existia até o final de 1800, ano em que um tipo de cão Griffon ganhou um prêmio em terceiro lugar em um show popular de cães em Bruxelas.
Qualquer que seja a verdade, os ancestrais da raça foram quase certamente um pequeno cão de pêlo duro tipo Terrier, que teria sido usado por pessoas em estábulos e grandes casas nobres para controlar ratos e outros animais nocivos.
Devido ao seu olhar atrevido, deram a possibilidade de haver cruzamento com o Pug, por isso eles podem ter uma cabeça grande, coloração preta e pelagem lisa. Mesmo o Yorkshire Terrier é dito fazer parte de seu desenvolvimento, doando seu ‘topete’ ao Griffon de Bruxelas.
O advento da Primeira Guerra Mundial atingiu a esta raça, como aconteceu com muitas outras raças de cães e em 1945, o Griffon tinha praticamente desaparecido de seu país natal. Mas a reprodução deste pequeno cão foi assegurada e sua sobrevivência em torno de 1950 subiu novamente, embora ele ainda continua a ser um cão bem raro hoje em dia.

Corpo

Muitas vezes descrito como ‘atarracado’ e ‘quadrado’, esta pequena raça resistente de cão, pode ter a pelagem áspera ou lisa revestida, mas todos tem o mesmo rosto de ‘macaco’ expressivo. A cabeça é grande em relação ao corpo, que podem causar problemas na barragem na hora do parto. Possuem olhos negros, grandes e expressivos. O rosto é cheio de personalidade, reforçada pela barba tradicional, que apresenta essa raça. Nas cores existentes, este cão pode ter: branco, vermelho, marrom, preto ou bege, com ou sem marcações. A aparência geral do corpo é quadrado, com as costas retas e uma cauda moderada. Para seu tamanho, o peito é largo e profundo e com coração e pulmão cheios, permitindo que este pequeno cão tenha uma quantidade surpreendente de energia e motivação.

Saúde e cuidados específicos

Devido ao grande tamanho da cabeça, as barragens podem muitas vezes apresentar problemas na hora do parto, necessitando de assistência e/ou cesariana. Fenda Palatina também parece ser um problema relativamente comum nesta raça, podendo ser corrigido com cirurgia. Condições como o Glaucoma e Catarata também são comuns, a orientação de um veterinário deve ser procurado sob qualquer circunstância. Este cão pequeno requer mais exercício do que você pensa inicialmente, pois é um cão muito ativo. Uma boa caminhada diária e uma brincadeira faz bem para eles. A pelagem precisa de um pouco de atenção e de forma otimizada a escovação pelo menos duas vezes por semana deve ser o suficiente.

Anúncios da mesma raça

 
Nenhum item encontrado