Raça: Boxer

  • Outros Nomes: Boxer Alemão
  • Origem: Alemanha
  • Tamanho: Médio
  • Altura: Fêmea: 53-60 cm | Macho: 56-63 cm
  • Peso: Fêmea: 23-27 kg | Macho: 30-34 kg
  • Longevidade: 9-12 anos
  • Preço dos filhotes: R$ 1.000,00 a R$ 3.000,00
  • Temperamento: Atento/Alerta, Brincalhão/Animado, Calmo/Tranquilo, Enérgico, Inteligente, Leal, Valente
  • Cor: Branco, Tigrado, Fulvo
  • Pelagem: Curta
  • Hipoalergênico: Não

Bom para apartamento:

Bom com crianças:

Bom com idosos:

Amizade com gatos:

Amizade com cachorros:

Barulhento:

Treinabilidade:

Inteligência:

Popularidade:

Adaptabilidade:

De guarda:

De pastoreio:

Sobre a raça

Brincalhão, exuberante e cheio de energia. Pode ser um cão com vontade própria que não respondem bem aos métodos de treinamento duro, mas esta é uma raça que fará de tudo para agradá-lo. Trata-se de uma raça altamente enérgica, que necessita de muito exercício, e por essa razão, é recomendado para famílias ativas e que tenham disponibilidade e tempo para dedicar ao animal.

História

Os ancestrais do Boxer podem ser rastreados até uma variedade de raças de cães em toda a Europa no século 16, mas a raça foi desenvolvida e aperfeiçoada ao longo dos últimos cem anos na Alemanha. Como resultado, os Boxers estão relacionados com quase todas as raças Bulldog do tipo. Eles foram historicamente usados para rinhas de cães, mas depois desenvolveram-se como cães leais usados como protetores e caçadores que trabalham duro.
Começaram a ganhar popularidade na década de 1930. Hoje são conhecidos como uma raça leal, companheiros, bem como excelentes cães de guarda.

Corpo

O Boxer tem origem na Alemanha e sua forma a aparência são muito fortes. Cabeça e corpo são bem grandes e o nariz largo. As orelhas são posicionadas no alto, algumas pessoas cortam a ponta das orelhas. Os olhos são pretos, a musculatura cervical é forte, rica, sem pele flácida. O corpo é quadrado, com rabo curto, sempre posicionado pra cima. Membros inferiores verticais paralelos. São leais e não guardam rancor. Especialmente para crianças, são sentimentais, de treinamento fácil, podem ser usados como cães de guarda e também podem ser usados como cães-guia para cegos. Por serem muito complacentes, são ótimos companheiros.

Saúde e cuidados específicos

Liderando os problemas de saúde a que o Boxer é propenso, inclui o cancro, que é um câncer responsável por 38,5% de causa de morte dessa raça. Doenças cardíacas, como Estenose Aórtica e os chamados “Boxer Cariomiopatia” também são comuns, e exigem conselhos de veterinários.
Boxers são conhecidos por serem muito sensíveis a alguns efeitos de sedativo veterinário comumente usado, chamado acepromazina. Recomenda-se que a droga deve ser totalmente evitada em cães dessa raça.
Além disso, por causa da sua brachycephalica, eles não se dão bem com alta temperatura e umidade e recomenda-se ter cuidado ao exercer um Boxer sob essas condições.
Com sua pelagem curta, eles necessitam de poucos cuidados, mas o dono precisa tomar precauções no sol como queimaduras solares, que é comum nessa raça. Como uma raça de alta energia, o cão vai precisar de pelo menos duas series de exercícios por dia, caminhar, brincar e correr por exemplo.

Anúncios da mesma raça

 
 
0 0
0 0
0 0