Raça: Akita

  • Outros Nomes: Akita Inu
  • Origem:
  • Tamanho: Médio
  • Altura: Fêmea: 60-65cm | Macho: 65-71cm
  • Peso: Macho: 35-59kg | Fêmea: 29-35kg
  • Longevidade: 12-15 anos
  • Preço dos filhotes: R$1.500,00 a R$4.000,00
  • Temperamento: Amigável, Amoroso/Carinhoso, Brincalhão/Animado, Leal
  • Cor: Branco, Castanho, Vermelho, Rajado, Gergelim
  • Pelagem: Curta
  • Hipoalergênico: Sim

Bom para apartamento:

Bom com crianças:

Bom com idosos:

Amizade com gatos:

Amizade com cachorros:

Barulhento:

Treinabilidade:

Inteligência:

Popularidade:

Adaptabilidade:

De guarda:

De pastoreio:

Sobre a Raça

O Akita é originário das áreas do norte das montanhas do Japão, e é classificado como uma raça ‘Spitz’ de cão que normalmente é conhecido por sua cauda enrolada. No Japão, eles são conhecidos como “Akita Inu”, “Inu” significa “cão” em japonês.
Confira também, sugestões de nomes divertidos para cachorros.

História

O Akita é considerado o cão nobre do Japão, muitas vezes de propriedade de líderes imperiais, teve origem no norte montanhoso do país, especificamente na pequena região chamada “Prefeitura de Akita” na ilha de Honshu. Estima-se que em algum momento do século 18 ou 17, este cão foi cruzado com um tipo de Tosa, uma raça de combate notório, e os descendentes produzidos como resultado foram usados para rinhas de cães. Um caso bastante conhecido popularmente é sobre a história do Professor Hidesaburõ Ueno. Na década de 1920 este professor que morava em Tóquio, possuía um cão da raça Akita com o nome de HachiKõ. Cada dia o Professor e seu cão caminhavam até a Estação Ferroviária Shibuya, onde o Professor iria pegar o trem para o trabalho. Em 25 de maio de 1925, como de costume, Hachikõ esperou na estação o retorno de seu mestre, no entanto, o professor tinha morrido durante o trabalho depois de um acidente vascular cerebral. Hachi-ko continuou a esperar o retorno de seu dono todos os dias, durante nove anos seguidos. Neste período continuou a ser cuidado pela família do Professor. Ele nunca desistiu da vigília na estação pelo seu mestre. Em 1934, pouco antes de sua própria morte, uma estátua de bronze foi erguida na estação de trem de Shibuya para honrar Hachi-ko.

Em 1931, o Akita foi nomeado oficialmente como um “monumento nacional”, mas durante a Segunda Guerra Mundial, a raça quase se tornou extinta, uma vez que se fez necessário a utilização de sua pele como roupa e sua carne para alimento na crise.
Alguns proprietários comprometidos com a raça, escondeu-os, preocupando-se quanto ao seu destino. Assim a raça ressurgiu após a 2ª Guerra Mundial.

A raça foi diversificada no início do século 20 como o American Akita. Em 1937, Helen Keller, o famoso linguista cego, surdo e ativista, desenvolveu um carinho pela raça, e lhe foi presenteado um cachorro chamado ‘Kamikaze’, que infelizmente faleceu no auge de sua idade. A partir deste ponto os japoneses e os americanos criaram cada qual suas raças. Os americanos melhoraram as características físicas, e os deixaram maiores.

Corpo

Altura média ao garrote dos machos são maiores que as fêmeas em 65-71 cm, enquanto as fêmeas medem entre 60-65 cm.

Peso médio dos Machos é entre 35-59 kg enquanto as fêmeas substancialmente pesam entre 29-35kg.

O Akita reflete as condições para as quais foram criados, como trabalhar, por isso possuem uma espessa camada dupla verdejante. O sub-pelo é conhecido pelas suas propriedades de isolamento, sendo suave e macio, enquanto o casaco é mais grosso e protetor.
Um excessivo e longo casaco não é desejável. Independente se for do tipo americano ou japonês, o cão possui um porte muito poderoso, gracioso e bem estruturado. As orelhas são pontudas, triangulares e pequenas, em contraste com uma cabeça bastante grande e com olhos escuros. A cauda é sempre extravagantemente enrolada.

Com relação à cor, as normas ditam que todas as cores da pelagem são permitidas no Akita americano, incluindo todos rajados, branco, máscara preta sólida, máscara branca, máscara auto colorida, mesmo diferentes cores sob casaco.
Já nos Akitas japoneses, de acordo com os padrões da raça, estão restritos a vermelho, castanho, gergelim, rajado, branco puro, tudo com o que é conhecido como marcas ‘Urajiro’ (pelagem esbranquiçada ou pálida sobre os lados do focinho e nas bochechas, na parte de baixo da mandíbula, pescoço, peito, corpo e cauda e por dentro das pernas).

Saúde e cuidados específicos

O Akita geralmente é uma raça bastante saudável que vai viver em média entre 12-15 anos. Há uma doença geralmente auto imune para raça que em condições hereditárias, podem afetar Akitas, tanto quanto a próxima geração do cão. Há um par de questões específicas da raça, que foram pesquisados e são mencionados na literatura veterinária, sendo estes um alto nível de sensibilidade a alguns medicamentos, tranquilizantes, anestésicos e vacinas.

A estética de um Akita vai exigir uma certa quantidade de atenção, e demandar ajuda profissional de vez em quando. Como muitas outras raças, os futuros proprietários precisam pensar sobre os custos de alimentação e a quantidade de exercícios que o cão precisará, principalmente para evitar o tédio e manter um relacionamento firme e bem equilibrado com ele.